Monday, June 27, 2005

Maravilha

Pequena maravilha espera aquele que acorda cedo.
Às seis da manhã, a noite é ainda soberana. Mas algo vai já acontecendo. A luz recorta a árvore junto da casa, conferindo-lhe uma qualidade de ermida que faz de quem ainda dorme um ser para hoje.
Laranjas pipilam ouro, argentino orvalho pisca riqueza na humilde couve.
Há uma paciência guardadora, uma magia nova, de tão antiga, para aquele que acorda cedo. Chama-se mundo, a pequena nova antiga enorme maravilha. E só está à espera de quem não tempo para esperar por ela.
Juro que sim, agora que são seis horas e dez minutos da nova manhã.
Bom dia, senhores.


O Correio (Marinha Grande), 9 de Novembro de 2001

No comments: