Thursday, June 30, 2005

Colagem

O texto seguinte foi elaborado a partir de textos de Olga Gonçalves, Raul Brandão e José Rodrigues Miguéis. Só dei a cola. Os excertos vão 'ipsis verbis'.


"Parece que a vida se estraga nas palavras. Parece que é no silêncio que tudo fica inteiro. Debalde amontoamos inutilidades ou palavras, aí está na nossa frente o mundo real, o mundo sem subterfúgios. Que é a realidade, senão o que nela vê ou recorta o cérebro individual? Nenhum de nós sabe o que existe e o que não existe. Vivemos de palavras. Temos construído o universo assim, podemos construí-lo de outro modo. A vida não se compadece de retornos. Isto é decerto a vida. Mas a vida é também o instinto que me diz: Aproveita, não deixes fugir o único minuto. Se a vida é um momento entre o nada e o nada, o que vale a pena é aproveitá-lo."


Entre Viseu e Tondela, manhã de 30 de Junho de 2005

No comments: