Tuesday, January 12, 2010

Nós e Ele


© Alexander Rodchenko - Working with an Orchestra (1933)



Souto, Casa, fim da manhã de 12 de Janeiro de 2010






“Deus e o homem são duas naturezas separadas por uma infinita diferença de natureza.”




Kierkegaard, O Desespero Humano




Temos finitamente vivido mais ou menos bem sem Ele.
Supomo-Lo uma espécie de câmara-vídeo de vigilância, mas avariada.
Preferimos as bandas filarmónicas cada 15 de Agosto em Seu Nome.
Barracas de farturas, churros, bifanas, tendas de tremoços e chupas caseiros,
tudo é melhor do que matar o corpo e que não mijar fora do penico.
Milagres domésticos são aceitáveis: a planta no vaso, a água que ferve,
o animal que nos espera e quer e saúda, o livro que guarda, o acordar do sono,
a vela que perfuma, as cassetes com vozes dentro, a delicadeza dos vidros.
Ele não é aceitável.
Posto isto, partimos para o Dia, único deus afinal de cada dia.

No comments: