Friday, July 15, 2005

Javier Marías
























1. "(...) e então pesava-me o tempo ou eu obstruía a sua passagem."

2. "(...) deixa que aquilo que foi não tenha sido."

3. "(...) talvez já nunca me ponha em dia e siga apenas sempre a esteira desse tempo meu."

4. "(...) até o sono iniciar as suas caçadas nocturnas."

5. "(...) um só instante encerra o germe de muitos anos vindouros e quase da nossa história inteira."

6. "(...) ninguém é o último em nenhum sítio, alguém atravessa mais tarde sempre."



Imagem: © Chema Madoz
Do castelhano Javier Marías, seis frases (in O Teu Rosto Amanhã - 1. Febre e Lança, entre as pp. 40 e 53, pub. D. Quixote, Abril de 2005, trad. de J. Teixeira de Aguilar)

1 comment:

Anonymous said...

www.custardoys.blogspot.com