Friday, October 06, 2006

Rapariga na Carruagem-Bar

Rapariga de braços roliços e morenos na carruagem-bar.
Decote subido à força de soutien-arame.
Fenda funda, mamária.
Elásticos pretos sitiando os ombros.
Ar aquecido.
Tocável, ao colo, como um alaúde:
cordas de arame-soutien.
Fino fio de ouro ao pescoço:
dois tesouros num só volume.
Todos os homens a sentem.
É uma flor térmica.
Ela sente-se apreciada, aquecendo.
Gosta.
É tão jovem,
que ainda existe.






Viagem Caramulo-Pombal-Louriçal-Caramulo, tarde de 4 de Outubro de 2006


No comments: