Monday, October 30, 2006

Quartetos e Tercetos para Mudar(mos) de Futuro

LÁ MAIS PARA A FRENTE

Os que de nós puderem lá chegar,
voltar hão-de à infância do futuro:
de novo a baba, de novo
a ideia fixa e sem palavra.



DA NOVA LITERATURA PORTUGUESA

Nem nova,
nem literatura,
nem portuguesa.



QUARTETO TODO MASCULINO

O homem que não embarca, vai ao cais ver barcos.
O homem que não trepa, vai ao parque ver árvores.
O homem que não ama, vai à discoteca ver mulheres.
O homem que não vai, não é homem.



O OSS’OU A VIDA

Pulsa no pulso
o quartzo cardíaco.
A vid’a pulso.
Mailo oss’ilíaco.



PÁG. 1492 (d.C.) e ss.

Da América, o tabaco para cá.
Vingámo-nos:
americanos para lá.



Caramulo,
na pastelaria-padaria Giesta Dourada,
noite de 27 de Outubro de 2006

1 comment:

Manuel da Mata said...

Pelos vistos, o melhor é ir. E eu sou cosmopolita e gosto de ir e estar sempre a ir.
Ficar, digo eu, é cristalizar.