Monday, October 16, 2006

Alterne

Nenhuma menina quis ser put’algum dia
como vers’algum quis ser menos qu’o já escrito.
Verso algum vale o qu’ma menina valeria
não for’o comércio dar dito por pito.

Elas dão d’alterne palit’espumante.
E são de Goiás, Budapest’Amarante.
Nosso macho povo acode fremente:
foder não fode, mas sente-se gente.



Caramulo, noite de 9 de Outubro de 2006

No comments: