Monday, August 27, 2012

Mais uma desimportância paragrafada do tal dia 7 de Julho de 2010, quarta-feira que foi, no IDEÁRIO DE COIMBRA (-34)

Um melro habita a Rua General Martins de Carvalho (1844-1921). É sempre no meu regresso ao Quarto-Casa. O senhor general Martins de Carvalho não habita a Rua General Martins de Carvalho, não pode. O melro pode. Já lhe dei pão. Quando o melro quer, o melro não habita a Rua General Martins de Carvalho. O senhor general Martins de Carvalho, por seu lado, também tudo pode por nada poder querer (1844-1921). O melro é de 2010, 7 de Julho, dei-lhe pão agora (21h39m).

No comments: