Monday, September 07, 2009

Tarefas domésticas

Portrait of Erik Satie by Santiago Rusiñol

I

Souto, Casa, madrugada de 14 de Agosto de 2009

Ela dá brilho aos anjos que da noite descem do telhado ao quintal cansados de luz, as penas partidas do muito que tiveram de suportar.

Perguntado sobre os abastecimentos, digo-lhe que trouxe velas, azeite, sabão, cordel, sardinhas enlatadas, petróleo, palha-de-aço, fósforos.

Ela esfrega o soalho e os móveis com fluido de abelhas, impregnando as madeiras de sistema solar.

Eu reparo na loja da casa os badalos das ovelhas, as tranças dos cavalos, os sapatos dos bois e o berço que serviu todos os filhos até que se foram embora na permilagem.

II

Ibidem, madrugada de 15 de Agosto de 2009

Com versos vejo mais que versejo.

Ousar a rosa de Eros

Oser – Rose – Eros

é Ronsard, não comigo.

Vê-se verso, vice-versa.

Tarefa doméstica para ninguém,

enfim.

1 comment:

Manuel da Mata said...

Belos jogos!

À l'an trente de mon âge!


Abraço