Wednesday, April 25, 2012

Rosário Breve n.º 256 - in O RIBATEJO de 26 de Abril de 2012 - www.oribatejo.pt



O polícia-choque

Sexta-feira pretérita, acordei sem remissão às quatro e meia da madrugada. Estava a sonhar com o polícia-choque.
Sonhar com o polícia-choque é mau por ser pesadelo.
O polícia-choque é por natureza estúpido porque às vezes a Natureza é estúpida.
O polícia-choque não tem cabeça, tem dois cus. O cu de cima usa ray-bans porque o polícia-choque gosta de pensar que é o Tom Cruise.
Aos fins-de-semana, o polícia-choque lava o carro do chefe e leva a mulher do chefe a passear às barracas de farturas porque para o polícia-choque a mulher do chefe ainda é mais chefe do que o chefe, por isso o polícia-choque tanto lava como leva.
O polícia-choque só tem estudos porque tirou o nono ano a quem o tinha.
O polícia-choque é católico por fora mas não sabe onde fica a Irlanda do Norte, se o polícia-choque soubesse onde é a Irlanda do Norte bateria nos irlandeses do Norte porque alguns são protestantes e os protestantes são para bater neles por causa de protestarem.
O polícia-choque está para o resto da humanidade como os carrinhos-de-choque estão para o resto do trânsito.
O polícia-choque só consegue casar com romenas de acampamento porque o resto das mulheres da humanidade tem mais que fazer do que casar com polícias-choque.
O polícia-choque não consegue andar sozinho na rua porque o polícia-choque é cobarde.
O polícia-choque quando vê um desempregado ouriça-se todo.
O polícia-choque corta as unhas do pé ao chefe, guarda-as numa embalagem de margarina e todas as manhãs aparece lambuzado na esquadra.
Na cantina da esquadra, o polícia-choque só bebe tinto da marca Salazar.
Quando aos fins-de-semana o polícia-choque leva a mulher do chefe às barracas de farturas, o polícia-choque vai de calções havaianos e chinelos de enfiar o dedo.
Também leva os ray-bans no cu de cima, o polícia-choque.
O polícia-choque não consegue bastonar-me porque eu sei coisas de gramática que o fazem tossir – e quando o polícia-choque tosse, o polícia-choque não consegue ser nem bastão nem bastante.
O polícia-choque pensa que a palavra bastonário quer dizer o chefe dos bastões.
Quando o polícia-choque pensa na palavra chefe o polícia-choque pensa logo em farturas.
Se as galinhas usassem capacete, as galinhas eram polícias-choque.
Eu não tenho medo de polícias-choque porque até ao nono ano ninguém aprende a ler, por isso os polícias-choque nunca aprendem a ler, por isso eu posso rir-me deles em crónica, que os polícias choque só sabem ler a palavra Farturas na testa da barraca de levar a mulher do chefe a passear e a comer fritos.
Quando eu for grande, não quero ser polícia-choque porque para isso tinha ido ali à casa-de-banho. 

No comments: