Saturday, April 14, 2012

LIGAÇÃO À MEDUSA - 29 (mais tralha deste dia 1 de Outubro de 2011)

© DA, Leiria, 14 de Março de 2012



Este sábado em breve passado, é portanto o futuro
que trouxe de criança e não sabia.
Menos hoje às praias da areia o ouro
entre dígitos correr deixar vou.

Da grossa gorda América a crise humana
chega infanto-senil: é no que dá
a História, quando a euroscumalha
migra para oeste sem lei nem grei.

Derivo mais e mais para a pura verbalidade:
nada dizer, gastando muita tinta: meu
papel.
Sem sobranceria e sem remorso.

Crio – não creio. Nunca cri. Criei?
Sexta, não sabia. Domingo, saberei.

*

Uma coisa de gardénias no coração:
perfume da moça que passa por graça.

*

Na cara, óculos, ósculos no rosto
– não sei se estás a ver, ó beija-flor.

No comments: