domingo, janeiro 04, 2009

Satie - Trois Gymnopédies



2 comentários:

Rui disse...

Lembro-me absolutamente do concerto de música do Satie onde conheci as gymnopedies. Fiquei fascinado. Lembro-me que o melhor estava ainda por vir. Toda a obra pianística do Ravel, excluindo esse monumento ao aborrecimento chamado Bolero. Tudo o que o Ravel fez para lá do Bolero é tão deslumbrante como o Satie. A sua "modernidade" é arrebatadora, íntima. Vale tanto a visita.

daniel.abrunheiro@gmail.com disse...

Percebo, máfrênde. Não embarco muito nessa do Bolero ser aborrecedor. Gramo a pastilha (14 minutos?). Estes rapazes da música são danados para a brincadeira, sobretudo quando a brincadeira mete melancolia no assunto.