Sunday, March 16, 2008

Viva Viva o Porco Vale

Hoje, para variar um pouco, decidi não publicar (já) certa versalhada tristonha que trago no caderno. Por encomenda de um querido músico amigo, fui ali ao café e escrevi, hélas!, uma cançoneta patriótica. Aqui vai ela.
******
VIVA VIVA O PORCO VALE

Uma velha tinha um porco
bem mais velho do que ela
escarlatina ela não tinha
mas ele tinha varicela

A velha era amarela
o porco verde e vermelho
maneta duma canela (ela)
ele maneta dum joelho

Nada que a velha valha
vale o que o porco vale
o que vale é ser da velha
viva viva o porco vale

(Refrão)

Viva viva o porco vale
e enquanto a velha viva
viverá de quant’ ele vale
viva viva o porco vale

Um porco tinha uma velha
bem mais porca do que ele
não se punha o porco nela
mas ela punha-se nele

Punha-se é como quem diz
é maneira de dizer
é falar pelo nariz
vá lá a gente entender

E a moral desta história
é ser história sem moral
nem futuro nem memória
mas ’ind’ assim o que nos vale
(é que)

(Refrão)

Viva viva o porco vale
e enquanto a velha viva
viverá de quant’ ele vale
viva viva o porco vale


Viseu, noite de domingo, 16 de Março de 2008

No comments: