Sunday, June 10, 2012

Ligação à Medusa - 66 (linhas finais do penúltimo capítulo, intitulado VÉSPERA DO ANIANO e datado de Leiria, segunda-feira, 19 de Dezembro de 2012)


© DA, Leiria, quarta-feira, 9 de Maio de 2012




Pela Cidade vou sacudindo a lassidão digestiva, que o bom sol da tarde dezembrina faz aliás o desfavor de ajiboiar mais ’inda. Estou capaz de bocejar até a dormir, mas nem por isso menos g(r)ato à luz que estiliza casario e arvoredo e pessoas e curso de água. Dada a crise da hidra-besta do hipercapitalismo, o comércio-natal quase nem se nota (o que não me desagrada, sou sincero). Faço uns quilómetros ainda bons, paro na Rosa um pouquito para meter gasosa, devolvo-me ao labirinto arterial da urbe, de que, como eu, são constantes e instantes as sombras vivas que na minha infância eram futuras – e que agora mais que isto não são: passadiços presentes sem consequência nem importância.
De qualquer maneira, isto é tudo fotografia e música é tudo isto: a sociedade acampada em pedra que um rio circunscreve e um castelo vigia. Podia ser bem pior. Se não tivera para café & cigarros, pior bem fôra, cá fora. Vale-me não ser ingrato às gratificantes gratificações como:

a desta ninfa quarentona à porta da senhora Genciana, musa de si mesma, serena morenidade e circunspecta formosura, sabedora de um simples pé valer o dobro de dois passos complicados, olhos a que a boca sobe palavras mudas, correctíssimo atavio de sedas e lãs sobre o couro que as botas levantam a prumo ao delta genesíaco;

a deste homem pequenito como um botão de cueca tão contente com a sua pochette e o seu fato-de-treino e a evidência da sua vidinha organizada, que é como os botões chamam às cuecas a que estão cosidos;

a do quase súbito entorpenoitecer da luz pelas meras 16h49m, momento em que começa a fenecer o morro ocidental da vista e em que a mortalidade arrepia atalhos rumo à eternidade acabada ontem.
                                                                                    
(E, nisto, vontade de um chá à berma-lareira.)

No comments: