Saturday, August 07, 2010

IDEÁRIO DE COIMBRA - podografias de retorno – 14 - fragmento 8



Em (in)directo via satélite, os Alemães vão vencendo os Australianos por dois a zero: também é Domingo lá em baixo. Entra no café um sósia do manhoso Joaquim Oliveira, irmão do António idem que foi (bom) jogador da bola e (mau) treinador da mesma. Um rapaz meu amigo que é médico, Rui C., além, curtindo, depois de vergar a mola no hospital, a tardinha na esplanada, servido de tremoços & imperial alta, em paz e sossego e lentes fumadas. Entra um casal poderoso: a mulher é grande, grande é ele e careca – se em vez de pescoço tivesse casquilho, seria igualzinho a uma lâmpada. Têm aquele filho, que é um bocado flausino das pernitas, mas, quem sabe, ainda pode vir a ser engenheiro ou coiso. A esta hora, se calhar, alguém faz amor contra alguém, não sei, daqui não se vê. O menino das tiras fritas chama-se Afonso, estava distraído a bater na vidraça lateral da entrada, o pai chamou-o, o miúdo obedeceu logo, reocupou a cadeira dele, o pai avançou mais uma página do jornal.

No comments: