Saturday, July 19, 2008

TODA A CAUTELA É MUITA




Fotografia: © Sandra Bernardo, Viseu, manhã de 19 de Julho de 2008

Texto: Viseu, Casa, tarde de 19 de Julho de 2008




1

Todas as gerações são uma só geração
só.
Assim
um homem é todos os homens
em toda a geração.
Todas as mulheres e todos os homens andam
num homem: e por ele
falam todas as línguas
em um verso
único e só e total.

2

As muitas imagens únicas do mundo
aclaram a noite da fala.
A fala é esse vento das árvores
pulmonares.

Um cauteleiro é tudo
de quanto precisamos para
gerar uma humanidade
só.

Urdir uma humanidade é
como urdir uma rosa
dos ventos.

No comments: