Wednesday, October 31, 2007

Nove Dísticos Minerais


I

Em pedra são os poemas com que Deus nos escreve:
páginas de mármore com nosso nome – e deitadas.

II

Se a Lua te surpreender no Mar, a ambos aceita:
únicos são, Lua e Mar, que não tu.

III

Mínimo menino (dois anos) em chão de pastelaria:
todo o futuro lhe é de borla.

IV

É com a parte branca dos olhos que olhamos:
ou a neve por nós.

V

A glória de um lírio molhando o único pé em água:
únicos pé e água.

VI

Noites passadas a voar alto, de manhã:
cada dia.

VII

Uma súbita desistência do sangue pode
convocar pedras e sombras de pedras.

VIII

Quantas vezes na vida dizemos miosótis?
Poucas, azuis vezes.

IX

Se a Lua te surpreender no Mar, aceita a ambos:
âmbar único são, que não eu.


Caramulo, noite de 30 de Outubro de 2007

No comments: