Thursday, October 07, 2010

Rosário Breve nº 175 - www.oribatejo.pt

© Fernando Campos in http://ositiodosdesenhos.blogspot.com/




Rosa-choque, laranja-mecânica e outros arcos-íris

Já muita gente percebeu, sem dificuldade alguma ou de maior, que Sócrates é Coelho e que Passos é Zé. Isto é: que são caras da mesma moeda. Leva-nos a palavra “moeda” ao incontornável e execrável Orçamento/2011. O monstro vai passar – e vai passar às cores: rosa-choque (tecnológico, claro) e laranja-mecânica (e bate-chapas e pintura). Claro que os mais abonados não o ficarão menos. Claro que os menos o ficarão muito mais. Mais do que as contas (sempre passíveis de uma qualquer maquilhagem remendo-oratória), a realidade está aí: na rua, de onde a toda a hora vem para nos bater à porta e estilhaçar as janelas.
Noutro plano hilariante deste morredouro de tesos que a centenária República é (sempre foi, até antes de republicana), o impagável (mas tão bem pago) PêTêPê (Paulo Teixeira Pinto), esse desgraçadinho reformado, esse capuchinho vermelho (salvo seja) que o Jardim Lobo Mau Gonçalves compeliu a dormir entre cartões frigoríficos ao desabrigo do pórtico do Teatro Nacional de D. Maria II, Paulo Teixeira Pinto, dizia eu, veio a terreiro público indignar-se muito com o gasto “quase obsceno” com que a República de agora veio comemorar a de há cem anos. Com entradas (e saídas) destas, não me admira muito que o Gato Fedorento ainda se torne quinteto – “por razões atendíveis”, claro está.
Entretanto, a “tranquilidade” está de volta à Selecção Nacional do Coice no Couro. (Não, não é de Paulo Teixeira Pinto Coelho José que vos falo: é mesmo do aliás gentil, lusitaníssimo e aturdido Paulo Bento.) É uma boa notícia. Tão boa, que até desconfio que as barricadas da Rotunda dos dias 4 e 5 de Outubro de 1910 não foram montadas, com ademanes de barraca de feira, senão para tirar de lá para fora o D. Carlos (Queiroz) I (aliás vítima, já então e à data, de regicídio, palavra que hoje significa “doping”) e botar lá o Paulo (em S.) Bento.
Tudo isto, enfim, é da mecânica dos choques e das rosas com sabor a tangerina mijona.



No comments: