Monday, March 24, 2014

Conheci Augusto Mota em pessoa(s) - foi em Leiria, sábado, 22 de Março de 2014. Fiz-lhe um soneto, trouxe um pão.



Com Augusto Mota e Rosa Neves
Fotografia de Ana Ramon



O QUE NOS DER O DIA




XV


Vou hoje ver e ouvir o senhor Augusto Mota.
Isto decorre no sábado, Março-Marçagão.
Ao alto viceja o Castelo, do qual a cota
eu só azimuto por aproximação.

O senhor que é Augusto augustamente persegue
a rosa do dizer ficado por escrito.
Sem dito prescrito, persegue ele a rosa
por ser da Ortigosa & do Portugal pequenito.

Vou vê-lo agora, sentir que nos diz.
Oxalá muitos anos o tornem feliz.
É na Cerca do Castelo, mesm’ ao pé da Polícia.

Eu fui convidado. Venho sem malícia
ser grato & presente & gente por demais.
Poesia é a palavra feita gente. Nem menos, nem mais.

2 comments:

Ana Ramon said...

Olá!Não sou eu que estou ao lado do Augusto mas sim a Rosa Neves:)
Um beijo

Daniel Abrunheiro said...

Corrigido com pedido de perdão à Ana Ramon.