Tuesday, May 27, 2008

Isto Era

Viseu, manhã de 28 de Maio de 2008

o senhor maurício diz que isto era matá-los todos
o senhor arménio não concorda
diz que
é escusado
que
tarde ou cedo
todos morrem e todos morremos
o senhor barbosa ri-se a bom rir dos dois
diz que
escusado é concordar ou discordar disto ou daquilo
seja do que for
mas também
o senhor barbosa é homem para passar a vida no café
a dizer mal dos que
passam a vida no café
eu costumo ver os três um de cada vez
nunca vi os três juntos
sei isto porque
mo disseram
eu não sei
estas coisas são o que são
agora matar tudo e todos também não estou a ver
isto é.

2 comments:

alice said...

podias matá-los a todos num romance, que é o único crime que compensa :) beijinhos, daniel *

LM,paris said...

Pois.
Isto era um suponhamos...
eles morriam todos, um de cada vez
no seu canto e como nunca vao ao café ao juntos,morriam pra nada,
isto é, pra satisfazer o grupo de três, nao.
Seria?
Gostei mesmo.
" Cereal" Killer, em Vizeu, quem diria que a vida nos cafés era tao perigosa?
Isto era so pra desfiar a linha...bordar o incenso, e esperar que passe.
é preciso talvez é nao dar tanto o peito pra que acertem cedo, no peito.
Mas também, se pode dizer que quanto mais depressa melhor...e ir assim à vida, à p-----dela que nos pariu, e dar a cara, o c- e mais que fosse. Isto era se nao gostassemos das criançinhas, das luzes nos olhinhos deles e delas e depois do quentinho onde se aninha o amor, a mao da amizade, tanta coisa boa, canja da mae ao domingo, os cocos amarelinhos a boiarem dentro do caldo, gordo...
os gelados italianos, o mar,a bica curta, o mel de Trancoso, os gatos, a minha mae, ai, ai, acho que vou esperar a minha hora.
beijos, saudades, tantas de tudo quoi!
LM