Monday, August 08, 2005

Para Ruy, Pois Então Para Quem

o amor é uma pequena coisa que se espalha muito
conforme os ventos que houvermos soprado
não sei se concordarias quando vivo
morto decerto nem concordarás nem pelo contrário
deixarás andar
palavras leva-as o vento ao encontro de outras
enfim
ou de encontro a outras
também pode dizer-se

tudo pode dizer-se
até que o amor é
um pequeno espalho que se faz muito

pela hora da morte
como se diz dos preços
na hora da vida
como menos se diz

ainda assim um gajo deve fazer por ser feliz



Tondela, madrugada de 8 de Agosto de 2005, com imaginário champanhe

No comments: