Wednesday, January 30, 2013

AMADO AMATO - antologia poética de celebração dos 500 anos sobre o nascimento de Joaquim Rodrigues de Castelo Branco (Amado Amato)


Acabo de receber dois exemplares desta Antologia em honra poética de Joaquim Rodrigues de Castelo Branco (Amato Lusitano) pelos cinco séculos do nascimento do médico judeu. Participo, a convite do organizador Pedro Miguel Salvado, com um texto duplo na página 38. Este aqui:


DUAS DISTRACÇÕES PENSATIVAS DE AMATO LUSITANO TOMANDO O CHÁ JÁ FRIO


Essa ocasional bondade de algumas pessoas
saltando-nos à cara como um gato furioso:
quanto me comove tal negação do Deus dos padres,
da moral que nada quer do físico nem de físicos.

Vivi a minha vida, estou hoje talvez morto
mais do que nunca, dada a medicina das máquinas
e a vigília perpétua da igreja ao fundo da rua,
a que as almas acorrem agradecendo milagres
que eu prescrevi, precavi e tratei como um homem.

Mas essa ocasional bondade,
essa galinha viva no cesto,
esse Isto é para si, Doutor, não me queira mal,

quanto me move e comove,
morto embora.
Ou talvez não tanto assim, valha-me Deus.
Ou um gato me valha.

*

Uma fúria de aranhas ou de abelhas
me volvesse cínico, não clínico.
A superstição mais crédula me creditasse,
não o honesto estudo nem a encanecida ciência,
essa paciência inútil, por filantrópica.
Mas se de Júlio César a Gália Transalpina
se divide em partes três, já o humano coração,
havendo-o algures, em válvulas quatro se
divide.

Divide.
Antes unisse.

No comments: