Thursday, July 23, 2015

Hei uma Menina




Hei uma Menina



Hei uma Menina
feita de água pura.
Seria loucura
não haver Menina.

Lento adejar
de pestanas brandas.
E de mãos tão brancas,
que sabem falar.

Compõe & dispõe
juvenil & grácil.
Amá-la é tão fácil,
que às vezes dói.

Rostito em que a Rosa
dedada & perfume
deixou rubro lume
à Maravilhosa.

Eu de ela sou
mais qu’ela de mim.
Fala com um jardim
quem já lhe falou.

Grato e quieto estou
ante o grácil amor:
pois que é Leonor,
flor-mor do que sou.




No comments: