Saturday, April 15, 2006

Bragança

Nunca cá tinha vindo.
Agora vim.
Vi a pedra de que a terra é feita.
Igrejas talhadas a ouro.
Um Cristo nordestino lá dentro.
Um castelo com casas de gente viva.
A comida, forte e nutritiva, serve contra a força do frio.
Faz frio, mesmo a meio abril.
O verde e o castanho ondulam, muito humanos, por quanto é olhar.
Cá vim uma vez, cá espero voltar.



Bragança, noite de 15 de Abril de 2006
(para o Quim Jorge, que hoje completa 43 anos)

1 comment:

Anonymous said...

manda abraço do pena,estive a trabalhar com ele em ribeira e já agora abraço pra ti tambem!